Quem são os maronitas

Maronitas, quem são eles?

Antes do advento do Islã, os árabes se dividiam em tribos, cada uma com suas crenças, com seus dialetos (a língua árabe pré-islâmica tinha enormes variações de vocabulário e sintaxe), com seus costumes e seus valores.

A maioria das tribos era politeísta, como era o caso da tribo de Qoraish, do Profeta |Mohamed, estabelecida em Meca e arredores. Mas havia tribos que professavam a fé judaica, grande parte delas estabelecidas nas cercanias de Medinah. Mais ao norte da Península Arábica, a maioria das tribos era cristã. Portanto, o cristianismo existe desde o seu nascimento no meio dos árabes.

O cristianismo praticado pelos povos que viviam no Oriente Médio na época em que o Islã conquistava, aos poucos, toda a região, tinha várias correntes. A ortodoxa grega e a católica siríaco-aramaica.

A igreja siríaco-aramaica tinha sua sede em Antioquia, na Síria e seus seguidores se espalhavam pela região litorânea de toda a Síria. No século 5º da era cristã, um monge da igreja siríaca isolou-se nas montanhas em busca do pleno conhecimento de Deus, através de uma vida despojada, simples e contemplativa. Atendia aos pobres, fazia curas e ensinava-lhes as orações. O nome desse monge era Maron.  Seus seguidores foram aumentando e passaram a ser chamados de maronitas.

A Igreja Maronita mantém até hoje a língua siríaco-aramaica em seus rituais. Houve um período em que eles latinizaram seus ritos, seguindo as instruções do Vaticano, mas no final do século 15º decidiram voltar à sua língua de origem.

Após o advento do Islã no século 7º, que conquistou toda a Síria, os maronitas se refugiaram nas montanhas, principalmente no Monte Líbano que, treze séculos mais tarde, seria fracionado e formaria o Líbano de hoje

Durante as cruzadas os maronitas ajudavam os cristãos europeus no seio dos territórios muçulmanos, formando uma verdadeira 5ª coluna. Foram eles que conduziram os soldados europeus da primeira cruzada até Jerusalém.

Os maronitas já participaram de inúmeras guerras em sua existência. Na guerra civil libanesa que se iniciou na década de setenta do século passado, dividiram-se em duas facções. Uma, o Partido da Falange, de direita, de orientação fascista, apoiou Israel. Inclusive, seus soldados participaram junto com os israelenses no célebre massacre de Sabra e Chatila, onde milhares de palestinos foram assassinados. A outra facção, representada pelo ex-general Michel Aoun, em episódio recente da história do Líbano, aliou-se ao Hisbullah.

Os maronitas são considerados árabes? A turma da direita, da Falange, prefere dizer não. Gostam de se proclamarem fenícios. Já a turma do centro e da esquerda, ou seja, os seguidores  do general Michel Aoun e da família Frangieh (muito forte no norte do Líbano), consideram-se  árabes cristãos.

Mas, independente do que pensam os maronitas, o fato é que eles são linguisticamente árabes.

Anúncios
Categorias: HISTÓRIA | 4 Comentários

Navegação de Posts

4 opiniões sobre “Quem são os maronitas

  1. É gratificante poder dizer que alem disso eles foram parte do povo semita desdentes de Sam, filho de Noé e sua historia remonta a milhões de anos de nossa era, cujos conhecimentos so se encontram nos arquivos akashicos.

  2. Omar

    I adored.
    Rich and full of information.
    Impartial text that leads the reader to trust what is presented.
    An enormous SHAME and WORSE, a sad and irremediable stain in Lebabese History.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: